A MÁQUINA DO MUNDO 

 

A MÁQUINA DO MUNDO

Paulo José Miranda

«Gosta de jogar? Joga-se sempre pelo poder de ganhar. Mas só as máquinas nos dão esse poder de mandar no mundo. As máquinas tornaram-nos os senhores do mundo. Mas se em vez de senhores somos afinal  escravos? Se em vez de jogadores somos peças, personagens, bonecos? Se a máquina que pensamos comandar​ é a máquina que nos comanda a nós? Se em vez de jogadores somos apenas peões, que a cada erro, perdem mais uma vida. Se em vez de sermos nós os torturadores somos nós os torturados? Estamos dentro ou fora do jogo, dentro ou fora do ecrã, dentro ou fora da vida? Estas palavras que estamos a ler querem dizer que o  jogo já começou?  E se aceitarmos a partida ganhamos o jogo ou perdemos a última vida?»

 

Joana Emídio Marques

 

 

 

Mais informação.

 

Edição #25

 

Lisboa, Maio 2014

 

Ilustrações e logótipo convidado André Carrilho

Revisão Teresa Machado, com Raul Henriques

 

Composto em caracteres Sabon sobre Coral Book Ivory 100 g
Caderno das ilustrações em couché mate 150 g
Capa em cartolina cromo 260 g
Formato: 13 x 18 cm

 

Páginas: 200 págs

 

Tiragem 1000 exemplares
ISBN 978-989-98019-9-8

 

16,20 € (desconto de 10% sobre o PVP 18 €)

 

 

Veja como encomendar.